Podcasts do Caixa

Pintura por: Rebecca Guay

Por mais que procuremos o amor,
Não o encontraremos.
Pois o mito do amor foi criado para nos iludir.
E a esse ideal nos deixamos seduzir.

Não adianta recorrer a aplicativos;
Não adianta compor poema;
Não adianta perguntar aos amigos;
Nunca encontraremos e nem entenderemos este dilema.

Ah, o amor.
Esse sentimento tão real.
Tão real quanto um unicórnio.
Ah, o amor.
Esse sentimento tão letal.
Tão letal quanto um manto de fórnio.

Sentimento cármico!
Se existe, nos sufoca à morte.
Se inexiste, nos perturba à loucura.
Já estou farto de falar sobre este tal de amor.
Pois ele me há jogado no vale da amargura.
Ele, meus caros, só há me trazido dor.
E é por causa disto que, agora, visto esta armadura.

um poema por Inácio Celestino. 


| Designed by Colorlib