Podcasts do Caixa

Diante dos cortes no orçamento para a educação realizados pelo então ministro da Educação, Abraham Weintraub, estudantes e professores foram às ruas nesta quarta-feira (15) protestar contra as duras medidas da gestão Bolsonaro. O presidente Jair Bolsonaro, que está em viagem nos Estados Unidos, classificou como "idiotas úteis" e "massa de manobra" os manifestantes.

Foto: Marcelo Aprígio
Manifestação toma conta da Rua da Aurora, área central do Recife
Foto: Marcelo Aprígio

O que o governo federal chama de congelamento de gastos, é o corte de quase 30% do orçamento destinado às pesquisa, reformas, funcionários terceirizados, equipamentos, água e luz. Gastos que, segundo o governo, não são essenciais e representam pouco mais de 3% do orçamento total destinado às Universidades Federais.

Foram congelados R$ 1,7 bi de um total de R$ 49,6 bi, mas, segundo Weintraub, a verba pode ser desbloqueada no segundo semestre deste ano caso haja aumento na arrecadação de impostos. Em resposta à medida, diversas manifestações tomam conta das ruas nesta data em defesa do ensino público de qualidade e pela pesquisa científica brasileira.

No Recife, as movimentações foram pacíficas e se deram na área central da cidade, partindo do entorno do Ginásio Pernambucano, na Rua da Aurora, até a Praça de Nossa Senhora do Carmo, no bairro de Santo Antônio.

Ouça o Política Traduzida #26 que explica e destrincha o sucateamento da Educação Pública brasileira, também disponível nas plataformas de streaming e apps de podcast:
  

Veja abaixo imagens do ato no Recife:
...

Imagens de Marcelo Aprígio, Vitor Aguiar e Diego Borges
| Designed by Colorlib